Com gol de Vinicius Junior, Fla vence Cabofriense e vira líder isolado de chave na Taça Guanabara

Carpegiani manteve a garotada e usou cinco jogadores do grupo principal

0
269
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Em atuação bem mais modesta que a da estreia, o Flamengo fez apenas o suficiente para se isolar na liderança do Grupo B da Taça Guanabara, com seis pontos. Um dos jogadores que atuou pela primeira vez na temporada, Vinicius Junior foi o autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre a Cabofriense, na noite deste domingo (21). A partida aconteceu na Ilha do Urubu e também marcou o retorno de Rodinei, Léo Duarte, Renê e Lincoln, todos integrantes do elenco profissional no ano passado. Na próxima quarta-feira (24), o adversário será o Bangu, às 19h30, novamente em casa.

O jogo:

Com os jogadores que voltaram da pré-temporada sentindo a falta de entrosamento, o Flamengo esbarrou na forte marcação da Cabofriense nos minutos iniciais. Entre vários passes errados, a primeira chance só aconteceu aos 13. Após boa trama ofensiva, Jean Lucas foi ao fundo e chutou cruzado, direto para fora. No sistema defensivo, Jonas foi recuar uma bola para Gabriel Batista e deu chance ao time adversário. O goleiro rubro-negro teve que se esforçar muito para impedir que João Carlos finalizasse.

Aos 21, Lincoln arriscou de fora da área, mas o chute foi fraco e no meio do gol, nas mãos de George. Do outro lado, a Cabofriense assustou de novo, aos 24. Após cruzamento de Airton, João Carlos desviou antes de Matheus Thuler e deixou Davi Ceará em condição de marcar. Porém, o chute foi torto. Desta vez, o Fla reagiu. Aos 32, enfim, o placar foi inaugurado. Vinicius Junior abriu o jogo para Rodinei, na direita, e correu para receber o cruzamento, que chegou na medida para o garoto completar para o fundo da rede: 1 a 0.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

O gol elevou a moral do time rubro-negro. Apenas três minutos depois, Lucas Silva levou a melhor num bate-rebate e chutou de dentro da área. George bateu roupa, mas conseguiu segurar na sequência. Sem se intimidar, a Cabofriense quase empatou com Bruno Tubarão, limpando Jonas e chutando de longe, mas a bola foi pela linha de fundo fundo. Quase nos acréscimos, Victor Silva teve uma cabeçada tomando o mesmo rumo.

Colocado no intervalo, Lauro César criou nova oportunidade para a equipe de Cabo Frio no primeiro lance da segunda etapa. A tentativa de longe desviou e foi para escanteio, cobrado na cabeça de Leandro Euzébio, que acabou mandando por cima. Em ritmo lento, o Fla esteve perto de ampliar numa bomba de Jonas, de muito longe, mas George se esticou para impedir o segundo gol. O goleiro da Cabofriense também foi exigido por Jean Lucas, aos 16, mas fez defesa bem mais tranquila. Do outro lado, Gabriel Batista espalmou para fora um chute forte de Maranhão.

Procurando preservar os atletas que iniciaram a pré-temporada por último, o técnico Paulo César Carpegiani promoveu substituições. Vinicius Junior, Lincoln, Renê, Jonas e Rodinei foram substituídos. Com isso, o volante Jajá, de 23 anos, passou a ser o jogador mais velho em campo pelo Flamengo. Aos 25, ele recebeu de Wendel na área, mas deixou a bola escapar e não finalizou com precisão suficiente para marcar. Aos 30, Jean Lucas fez jogada individual e chutou para fora. Entre uma chegada e outra, o Fla manteve o controle da posse de bola. Levou um susto no fim, mas Gabriel Batista cresceu. Depois de dar rebote em chute prensado, salvou com o pé esquerdo, impedindo que João Marcos empatasse.

FICHA TÉCNICA — FLAMENGO 1 X 0 CABOFRIENSE:
Campeonato Carioca – 1ª rodada da Taça Guanabara
Data: 21 de janeiro de 2018 (domingo)
Horário: 20h15 (de Brasília)
Estádio: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro/RJ
Arbitragem: João Batista de Arruda; Gabriel Conti Viana e Carlos Henrique Cardoso de Souza; Rafael Gomes Rosa.

Escalações:
FLAMENGO — Gabriel Batista; Rodinei (Klebinho), Léo Duarte, Matheus Thuler e Renê (Ramon); Jonas (Jajá), Ronaldo e Jean Lucas; Lucas Silva, Vinicius Junior (Pepê) e Lincoln (Wendel). Técnico: Paulo César Carpegiani.
CABOFRIENSE — George; Leomir (Paulo Sérgio), Victor Silva, Leandro Euzébio e Airton; Levi (Matheus Guerreiro), Maranhão, Kaká Mendes (Marcelo Gama) e Davi Ceará (Lauro César). Bruno Tubarão (Anderson Manga) e João Carlos. Técnico: Antônio Carlos Roy.

Gol:
FLAMENGO — Vinicius Junior, aos 32 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos:
FLAMENGO — Jonas e Ronaldo.
CABOFRIENSE — Leomir e Victor Silva.

DEIXE UMA RESPOSTA