Dourado estreia com gol, Flamengo domina o Botafogo e vai à final da Taça Guanabara

Ceifador fez o segundo da vitória por 3 a 1; Éverton e Vinicius Junior também marcaram

0
357
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Dono da melhor campanha da fase classificatória da Taça Guanabara, o Flamengo não quis saber de regulamento e se classificou para a final ao derrotar o Botafogo por 3 a 1, ignorando a vantagem do empate. O clássico deste sábado de Carnaval (10), no estádio Raulino de Oliveira, marcou a estreia do atacante Henrique Dourado com a camisa rubro-negra. Foi ele o autor do segundo gol, depois de Éverton ter aberto o placar. Vinicius Junior fechou a conta, enquanto Kieza fez o de honra alvinegro.

O Fla decidirá o título do primeiro turno do Campeonato Carioca contra o Boavista, que eliminou o Bangu na quinta-feira (08). O confronto está marcado para domingo (18), às 17h, provavelmente no Engenhão, com mando do time de Saquarema. O estádio ainda não foi definido oficialmente.

Primeiro tempo:

Com um início de clássico muito truncado, a primeira boa jogada só foi criada aos 12 minutos, pelo Flamengo. Éverton Ribeiro driblou o marcador pela direita e encontrou Henrique Dourado na entrada da área, mas o estreante segurou muito e perdeu a bola. Houve mais perigo aos 18, com Diego cobrando falta cruzada, na cabeça do Ceifador, que finalizou rente à trave. Mantendo o esboço de pressão, aos 19, Diego fez cruzamento rasteiro, já de dentro da área, mas houve corte para escanteio.

Embora precisasse da vitória para se classificar, o Botafogo seguiu apático no resto do primeiro tempo. Já o Flamengo, ampliou seu domínio. Aos 24, Lucas Paquetá levantou uma bola na área e Igor Rabello quase fez gol contra, mas Jefferson salvou. No minuto seguinte, Henrique Dourado desviou pelo alto, na direção de Réver, só que o árbitro pegou impedimento. Aos 27, Paquetá cobrou falta com muita categoria, buscando o ângulo, mas acertou o travessão.

Com tantas chances nas bolas paradas, a rede, enfim, balançou. Depois de outra falta cobrada por Diego, aos 35, Éverton subiu sozinho, na segunda trave, e cabeceou firme para fazer 1 a 0. E o segundo gol não saiu antes do intervalo por questão de detalhe. Aos 39, Lucas Paquetá driblou Igor Rabello e rolou para Pará, que chegou chutando de primeira e viu a bola tirar tinta da trave. Já aos 41, Éverton entrou na área pelo lado esquerdo e chutou de biquinho, com precisão, mas Jefferson salvou o Botafogo.

Segundo tempo:

Mesmo vencendo e com o direito de ficar com a vaga em caso de empate, o Flamengo manteve o ritmo na segunda etapa. Logo no primeiro minuto, Lucas Paquetá tocou para Éverton, que carregou e fez a devolução. O chute foi perigoso, mas saiu por cima da barra. A torcida rubro-negro voltou a fazer festa aos três, comemorando a primeira ceifada. Diego fez bom cruzamento para Paquetá, que ajeitou com carinho para o meio da área. Bem posicionado, Henrique Dourado deixou sua marca: 2 a 0.

Enganou-se quem pensou que o Fla fosse tirar o pé do acelerador de imediato. Apenas três minutos depois do segundo gol, Jefferson impediu o terceiro, defendendo um chute forte de Renê. O domínio rubro-negro era tanto que a torcida logo iniciou os gritos de “olé”. Pouco antes da parada técnica, Diego recebeu cruzamento de Pará e, de frente para o gol, cabeceou pra fora. Após o descanso, o Botafogo conseguiu descontar num lance isolado, protagonizado por dois jogadores que deixaram o banco. Renatinho puxou contra-ataque e lançou Kieza, que passou nas costas de Réver para diminuir.

Faltava pouco tempo, mas o Fogo ganhou uma injeção de ânimo e foi para cima. Porém, esbarrou na falta de criatividade e na desorganização de seu sistema ofensivo. O Flamengo, por sua vez, ganhou espaço para contra-atacar. Instantes depois de ter substituído Lucas Paquetá, o garoto Vinicius Junior tentou anotar o terceiro num chute cruzado, mas Jefferson segurou firme. O próprio Vinicius perdeu chance clara na sequência, furando na hora de completar para a rede a bola cruzada por Diego. A persistência foi premiada. Aos 48, ele acertou um chute de fora da área, no ângulo, e definiu o resultado. Na comemoração, houve provocação de choro, causando um princípio de confusão.

FICHA TÉCNICA — FLAMENGO 3 X 1 BOTAFOGO:
Campeonato Carioca — Semifinal da Taça Guanabara
Data: 10 de fevereiro de 2018 (sábado)
Horário: 16h30 (de Brasília)
Estádio: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda/RJ
Arbitragem: Bruno Arleu de Araújo; Luiz Claudio Regazone e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha; Daniel do Espírito Santo Parro.

Escalações:
FLAMENGO — César; Pará, Réver (Jonas), Juan (Rhodolfo) e Renê; Cuéllar, Diego e Lucas Paquetá; Éverton Ribeiro, Éverton e Henrique Dourado. Técnico: Paulo César Carpegiani.
BOTAFOGO — Jefferson; Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes, João Paulo e Leonardo Valencia (Renatinho); Rodrigo Pimpão (Ezequiel), Brenner (Kieza) e Luiz Fernando. Técnico: Felipe Conceição.

Gols:
FLAMENGO — Éverton, aos 35 minutos do primeiro tempo; Henrique Dourado, aos três , e Vinicius Junior, aos minutos do segundo tempo.
BOTAFOGO — Kieza, aos 23 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos:
FLAMENGO — Cuéllar e Vinicius Junior.
BOTAFOGO — Matheus Fernandes, João Paulo, Gilson e Ezequiel.

DEIXE UMA RESPOSTA