Fla domina, mas perde chances e empata com o Cruzeiro pela Copa do Brasil sub-17

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

O Flamengo saiu na frente, com gol de Luan, e teve quase tudo para vencer o Cruzeiro por diferença maior na noite desta quinta-feira (26), na Ilha do Urubu, pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil sub-17. Porém, com algumas chances de ampliar desperdiçadas, principalmente no primeiro tempo, o time acabou levando o empate na segunda etapa. Vitor Santos decretou o placar de 1 a 1, deixando tudo aberto para a partida de volta, marcada para a próxima quinta (01), às 20h, na Arena dos Calçados.

Antes do confronto decisivo com o Cruzeiro, o sub-17 rubro-negro enfrentará o Botafogo no segundo clássico da final da Taça Rio, precisando vencer por dois gols de diferença para reverter o prejuízo de 3 a 2 ou por um para forçar a disputa por pênaltis. O duelo acontecerá domingo (29), às 16h, na Gávea.

O jogo:

O Flamengo teve sua primeira finalização com Vitor Ricardo, arriscando da entrada da área, direto pela linha de fundo. Em recuo errado do próprio Vitor Ricardo, o cruzeirense Vinícius Santana ficou em boa situação de marcar, mas foi travado pelo lateral rubro-negro, que conseguiu se recuperar a tempo. A rede balançou foi do outro lado, aos 12 minutos. Henrique fez o cruzamento e a zaga do Cruzeiro afastou, mas a bola ficou com Wendel, que rolou para Luan girar no meio de dois marcadores e fazer 1 a 0.

Na frente do placar, o Fla foi dominante no resto da primeira etapa. Após boa jogada, Yuri César deu passe para Vitor Gabriel, que viu o goleiro sair bem e bloquear o chute. Aos 23, Ramon cruzou da esquerda, a bola desviou na zaga e sobrou para Vitor Gabriel, que tentou marcar de cobertura, mas Robson salvou com a ponta dos dedos. A pressão seguia. Em nova jogada de Ramon, Yuri César foi acionado, mas também parou no goleiro. Aos 33, Vitor Ricardo foi finalizado e chutou por cima do gol. Quatro minutos depois, Vitor Gabriel recebeu de Luan e ganhou da marcação, mas viu sua finalização ser defendida.

No começo da segunda etapa, Patrick levou perigo em cobrança de falta. Com tantas chances perdidas, o Flamengo acabou sendo punido, pois o Cruzeiro conseguiu empatar aos 14 minutos, com Vitor Santos aproveitando uma bobeada da zaga rubro-negra. O empate parcial deixou o confronto mais pegado. Pelo Fla, Vitor Gabriel tentou marcar de peito, mas Robson defendeu. Já na meta rubro-negra, Victor Hugo também trabalhou aos 30, mantendo o placar de 1 a 1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *