Flamengo bate IDM Gaming e começa bem no Circuito Desafiante de LoL

SirT foi decisivo e comandou o time rubro-negro no triunfo por 2 a 0

0
370
Foto: Divulgação.

Atuando com a formação titular completa pela primeira vez, o Flamengo fez sua estreia oficial no League of Legends (LoL) de forma positiva. Na noite desta segunda-feira (19), Jisu, sirT, Evrot, brTT e esA derrotaram a Ilha da Macacada (IDM) Gaming por 2 a 0, pela primeira rodada do Circuito Desafiante, a segunda divisão do Campeonato Brasileiro do eSport. O duelo foi transmitido pela Promo Arena em seu canal na Twitch, batendo recorde de público, com 85 mil espectadores.

Apesar de ter vencido os dois jogos da série, o Flamengo teve que suar, pois cada um teve quase 40 minutos de duração. Aniversariante do dia, o atirador brTT sofreu o first blood em ambos. Mas, SirT foi decisivo. No primeiro jogo, ele roubou um dos três dragões infernais conseguidos pelo Fla. Jisu também teve participação importante e foi eleito o jogador mais valioso (MVP). Já no segundo, SirT roubou um Barão e saiu como MVP.

Além de ter garantido os primeiros três pontos, a vitória na abertura do Circuito Desafiante serviu como revanche do confronto direto pelo Desafio Promo Arena, em dezembro do ano passado, quando o Fla estava com a line-up incompleta e a IDM levou a melhor pelo mesmo placarO próximo compromisso do time rubro-negro está marcado para a noite de segunda-feira (27), contra a T Show, em horário indefinido, logo após 5 Fox x IDM, que vão jogar a partir das 19h.

Jogo 1:

A força rubro-negra foi marcada desde os picks e bans, com uma composição forte em lutas. As rápidas rotações pelo mapa ajudaram a Ilha da Macacada a pressionar o Flamengo, dominando os objetivos do jogo, como o first blood e o ouro extra da primeira torre derrubada. Mas, apesar da pressão, a experiência do Fla foi o ponto forte para mantê-lo vivo na partida. A partir de um baile de posicionamento em luta na selva, o jogo virou. Após abater todo o time adversário, foi conquistado o buff do Barão de Nashor, deixando a IDM encurralada em sua base.

Apesar de a IDM segurar o jogo com o bônus do Dragão Ancião, o Fla estava com o segundo bônus do Barão buffando superminions contra a base adversária. Depois de luta com direito a triple kill de Evrot, com participação brilhante de brTT, que presenteou os adversários dom dano bruto, o time rubro-negro  destruiu o Nexus e conquistou a primeira vitória da série.

Jogo 2:

Seguindo a mesma linha de composição da partida anterior, o Flamengo voltou forte nas lutas e mostrou isso no decorrer da partida, que também começou com a IDM impondo ritmo e conquistando objetivos e abates pelo mapa. Mas, o trabalho coletivo foi essencial. O Flamengo, que estava atrás em presença de mapa, conseguiu uma sequência de lutas importantes, mostrando a superioridade dos seus jogadores.

Além das lutas, um nome foi crucial para a equipe rubro-negra: SirT. O caçador roubou um Dragão Elementar e o buff do Barão de Nashor, o que fez o Fla encostar no ouro e nos objetivos. A partir disso, a experiente equipe rubro-negra deu uma aula de domínio de mapa, conquistando mais presença global e importantes objetivos, como um segundo Barão.

O jogo terminou após mais uma brilhante atuação do caçador, conseguindo um ótimo engage contra os carregadores adversários, que estavam sufocados em sua própria base. Com isso, a IDM perdeu todos seus aliados e os ciberatletas do Flamengo ficaram livres para destruírem o Nexus e garantirem os três pontos.

Pós-jogo:

Apesar do triunfo, brTT se desculpou com os fãs pelas falhas. “Desculpem meu desempenho. Saímos com os três pontos, mas estou completamente insatisfeito com meu jogo. Obrigado pela torcida, semana que vem será melhor”, escreveu em sua conta no twitter. SirT, por sua vez, ignorou a boa atuação individual e deu valor ao resultado coletivo: “Temos muito o que treinar, mas começar com o pé direito é sempre bom”, publicou.

DEIXE UMA RESPOSTA