Flamengo busca empate improvável e elimina o Fluminense nas quartas da Sul-Americana

Foto: Divulgação/Flamengo.

Foi da maneira que o torcedor gosta. Depois de ter vencido o primeiro jogo das quartas de final da Copa Sul-Americana, o Flamengo esteve atrás do placar durante quase toda a segunda partida na noite desta quarta-feira (01), no Maracanã, e chegou a estar perdendo por dois gols de diferença no segundo tempo, mas foi buscar o empate em 3 a 3 na reta final, com um gol heroico de Willian Arão, de cabeça. Diego, cobrando falta, e Felipe Vizeu fizeram os outros. Pelo Flu, marcaram Lucas e Renato Chaves, duas vezes.

O resultado memorável garantiu a invencibilidade nos Fla-Flu’s em 2017, com três vitórias e cinco empates, e de quebra classificou o time rubro-negro para as semifinais. O adversário sairá do confronto entre Sport e Atlético Júnior-COL. O primeiro duelo, em Recife, foi vencido por 2 a 0 pelos colombianos.

Primeiro tempo:

O Fluminense precisou de pouco menos de dois minutos para desfazer o prejuízo no placar agregado. Em jogada bem trabalhada, Sornoza tocou para Marcos Junior, que encontrou Lucas livre na direita. O lateral teve espaço para dominar, invadir a área e chutar forte para fazer 1 a 0. Mas o placar parcial durou pouco tempo. Aos nove, Diego foi derrubado na entrada da área. Ele mesmo foi para a cobrança de falta e, com uma bela curva, tirou de Diego Cavalieri, que passou longe de chegar na bola: 1 a 1.

O gol do Flamengo foi o primeiro lance de bola parada importante na partida. No restante do primeiro tempo, foi o Fluminense quem soube explorá-la, mas nos escanteios. Aos 31, Gustavo Scarpa cobrou da direita, na cabeça de Renato Chaves, que testou para baixo. No susto, Diego Alves defendeu. A rede voltaria a balançar aos 41, numa situação parecida. Em córner cobrado por Sornoza, na esquerda, o mesmo Renato Chaves subiu para cabecear. Desta vez, a bola foi no canto e o goleiro rubro-negro só pôde olhar: 2 a 1.

Segundo tempo:

Com a possibilidade de disputa de pênaltis descartada, já que estava valendo o critério dos gols qualificados, embora os dois jogos tenham acontecido no mesmo estádio, o Flamengo foi obrigado a se lançar ao ataque. Aos cinco minutos, quase Reginaldo fez gol contra. A situação rubro-negra ficou dramática a partir dos nove, quando Renato Chaves voltou a marcar de cabeça, agora completando um cruzamento de Scarpa em falta bem cobrada. Antes de entrar, a bola ainda bateu no travessão, dando um pouco mais de dramaticidade.

O placar de 3 a 1 favorável ao Flu deixou iminente outra eliminação rubro-negra na temporada, mas o Flamengo não desistiu. Aos 13, Pará fez cruzamento e Diego completou na segunda trave, mas mandou pela linha de fundo. Buscando velocidade, Reinaldo Rueda colocou o garoto Vinicius Júnior, que entrou bem e iniciou a jogada do gol que diminuiu o prejuízo, dando bom passe para Éverton Ribeiro. O camisa 7 desviou de primeira, de letra, deixando Felipe Vizeu sozinho para tirar de Diego Cavalieri e descontar. Eram jogados 22 minutos e o Maracanã quase foi abaixo.

Com o clássico aberto, aumentou a rivalidade. Entre faltas e muita malandragem para ganhar tempo, o Fluminense apostava nos contra-ataques, tendo até chegado bem em finalizações de Gustavo Scarpa e Henrique Dourado. Mas a noite havia sido reservada para festa da torcida do Flamengo. Aos 38, Pará cobrou falta da direita, Willian Arão subiu bem, desviou de cabeça e deu o troco do segundo gol de Renato Chaves, vendo a bola beijar o travessão antes de morrer no fundo da rede: 3 a 3 e ainda tinha jogo. Experiente, Diego Alves repetiu o que alguns tricolores haviam feito antes, ganhando tempo no chão e nos tiros de meta. O Fla ainda quase virou no último lance, com jogada de Vinicius Junior e chute de Diego, de primeira, defendido por Cavalieri. Não foi com vitória, mas a classificação estava garantida.

FICHA TÉCNICA — FLAMENGO 3 X 3 FLUMINENSE:
Jogo de volta das quartas de final da Copa Sul-Americana
Data: 02 de novembro de 2017
Horário: 21h45 (de Brasília)
Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro/RJ
Arbitragem: Patricio Lostau (ARG); Diego Bonfa (ARG) e Cristian Navarro (ARG).

Escalações:
FLAMENGO — Diego Alves; Pará, Rhodolfo, Juan (Rafael Vaz) e Trauco (Vinicius Junior); Cuéllar (Lucas Paquetá), Willian Arão e Diego; Éverton Ribeiro, Everton e Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda.
FLUMINENSE — Diego Cavalieri; Lucas, Renato Chaves, Reginaldo e Marlon; Richard, Douglas (Pedro), Gustavo Scarpa, Sornoza (Wendel) e Marcos Junior (Romarinho); Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

Gols:
FLAMENGO — Diego, aos nove minutos do primeiro tempo; Felipe Vizeu, aos 22, e Willian Arão, aos 38 minutos do segundo tempo.
FLUMINENSE — Lucas, aos dois minutos do primeiro tempo, e Renato Chaves, aos dois do primeiro e aos nove minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos:
FLAMENGO — Diego Alves, Lucas Paquetá, Willian Arão, Everton e Felipe Vizeu.
FLUMINENSE — Lucas, Reginaldo, Marlon, Richard, Douglas e Henrique Dourado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *