Flamengo é dominado pelo Mogi e sofre segundo revés na série semifinal do NBB

Com Marquinho e outros destaques jogando menos que o normal, time rubro-negro foi derrotado por 88 a 74, na Arena Carioca 1; série está 2 a 0

0
160
Foto: Staff Images/Flamengo.

Mesmo com mais de 2.500 torcedores o apoiando na Arena Carioca 1, o Flamengo perdeu por 88 a 74 para o Mogi das Cruzes, na noite desta sexta-feira (04), e ficou em situação delicada na semifinal do Novo Basquete Brasil (NBB). O resultado deixou o time paulista a apenas mais um triunfo da decisão, enquanto o time rubro-negro precisa vencer os três jogos restantes para virar a série. O próximo encontro está marcado para a próxima segunda-feira (07), às 20h, no mesmo ginásio.

O jogo:

Os três minutos iniciais já mostraram como seria o jogo. Apesar do bom aproveitamento nos rebotes ofensivos, o Flamengo não conseguia converter cestas. O prejuízo logo chegou aos seis pontos. A dupla de pivôs, Olivinha e Anderson Varejão, conseguiu pontos importantes, só que o bom aproveitamento de Shamell deixava o Mogi em situação confortável. Com duas bolas de três no final do primeiro quarto, uma de Marcelinho Machado e outra de Ronald Ramon, o Fla encostou, mas viu Larry fazer 21 a 17.

No começo do segundo período, MJ Rhett deixou a diferença em apenas dois pontos novamente. Porém, numa jogada de cesta e falta, Tyrone deu início ao momento mais importante para o Mogi, que contou com uma série de ataques resultando em três pontos e abriu a maior diferença do primeiro tempo, de 37 a 20. Zerado até então, Marquinhos foi para o banco e ficou por lá na maior parte do tempo. Durante a tentativa de reação rubro-negra, Ronald Ramon converteu bola de três, mas Shamell devolveu imediatamente. O placar foi para o intervalo em 45 a 33.

Após a conversa com o técnico José Neto no vestiário, os jogadores do Flamengo esperavam buscar a virada no segundo tempo. Mas, Shamell jogou um balde de água fria. Mais precisamente dois, número de bolas de três convertidas antes da metade do terceiro quarto. A diferença voltou aos 17 pontos e ainda cresceu, chegando aos 20. Marcelinho diminuiu para 64 a 47.

O único quarto vencido pelo Flamengo foi o último, embora não restasse tempo praticamente para mais nada. Marquinhos finalmente fez seus dois primeiros pontos cobrando lances livres. Ele ainda anotou mais cinco antes de ser excluído por faltas, terminando com sete. Arthur Pecos tentou chamar a responsabilidade e acertou três cestas de três. Ronald Ramon converteu duas. A torcida também ajudou como pôde e viu a diferença cair para nove, mas o Mogi seguiu firme no objetivo de administrar a vantagem construída. Venceu sem sustos, por 88 a 74.  Shamell terminou o jogo com 21 pontos, seguido por 16 de Kimmy e Larry, e 13 de Caio Torres. Pelo lado do Fla, Arthur Pecos e Ronald Ramon foram os maiores pontuadores, ambos com 15. Olivinha e Varejão fizeram 12, cada.

DEIXE UMA RESPOSTA