Flamengo é mais eficiente nos instantes decisivos e bate Mogi das Cruzes em jogão pelo NBB

Jogo foi decidido nos últimos segundos e teve Cubillán como cestinha, com 20 pontos

0
216
Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor.

Na última partida fora de casa pela fase classificatória da 10ª edição do Novo Basquete Brasil (NBB), na tarde deste sábado (10), o Flamengo derrotou o Mogi das Cruzes por 75 a 72, com emoção até o fim. Disputado no ginásio Professor Hugo Ramos, na Grande São Paulo/SP, o confronto teve como destaque o venezuelano Cubillán, cestinha com 20 pontos. Anderson Varejão anotou um duplo-duplo de 10 pontos e 11 rebotes. Com vaga garantida nas quartas de final e oito vitórias seguidas, o Fla buscará a nona na próxima segunda-feira (12), às 19h, quando disputará o clássico contra o Botafogo, na Arena Carioca 1.

O jogo:

O primeiro quarto foi marcado pelo duelo nos arremessos de três pontos. Olivinha e Cubillán, duas vezes, converteram pelo Flamengo, enquanto Larry Taylor, duas vezes, e Tyrone fizeram pelo Mogi das Cruzes. Mesmo mal nos rebotes e com Anderson Varejão desperdiçando cestas importantes, o Fla chegou a estar vencendo por cinco pontos de diferença, mas levou o empate e viu Carioca virar. Marquinhos fez 15 a 15 em jogada individual.

Foto: Antonio Penedo/Mogi-Helbor.

Wesley Sena abriu o segundo quarto aplicando um todo em MJ Rhett. Na sequência, Filipin fez três pontos para o Mogi das Cruzes. O Flamengo descontou com JP Batista, após bela assistência de Ronald Ramon, e virou com MJ Rhett cobrando lances livres. Houve revezamento na liderança do placar, mas Marcelinho Machado entrou bem e deixou o Fla com quatro de vantagem. Com cinco pontos seguidos, Fabricio recolocou o Mogi na frente. José Neto pediu tempo. Mal no ataque até então, Anderson Varejão melhorou e foi o responsável por empatar a partida em duas ocasiões. Antes da segunda, Larry Taylor tinha aberto três de vantagem para o time da casa. O jogo foi para o intervalo com 32 a 32.

Se fez um primeiro tempo apagado, Marquinhos começou o segundo com tudo. Foram dele os cinco pontos que deixaram o Flamengo com três de vantagem. Caio Torres empatou, mas Ronald Ramon fez quatro seguidos e, na sequência, Olivinha anotou mais dois, abrindo seis de frente para o Fla. Antes mesmo da metade do terceiro quarto, a diferença foi desfeita. Shamell virou o jogo. Marquinhos fez três pontos e deixou o Fla com a vantagem mínima, mas Tyrone conseguiu uma cravada e inverteu a situação. Cubillán fez três pontos do meio da rua. Na resposta, Larry Taylor igualou. Tyrone virou cobrando lance livre. Inspirado, Cubillán converteu outra bola de três de muito longe. Em seguida, fez dois pontos, sofreu falta e guardou o arremesso de bonificação. Porém, bastou o Rubro-Negro desperdiçar três ataques seguidos para o Mogi desfazer quase todo o prejuízo. Com dois pontos simples e uma notável enterrada, Wesley Mogi diminuiu para 55 a 54.

Marcelinho Machado abriu a contagem do último quarto convertendo um lance livre originado por falta técnica de Carioca. Ainda no primeiro minuto, JP Batista colocou a vantagem em quatro pontos. Fabricio tratou de logo descontar para um. O clima ficou quente entre os jogadores, que resolveram provocar jogando muito. MJ Rhett fez três pontos para o Flamengo. Tyrone respondeu com dois pontos e lance livre convertido após falta. Restando pouco menos de cinco minutos, Marquinhos colocou na cesta apenas um dos dois lances livres cobrados. Foi punido no lance seguinte, quando Larry Taylor arremessou para três e virou o jogo. JP Batista foi eficiente e devolveu a virada. Shamell converteu dois lances livres, mas Cubillán fez cesta de três para o Fla. O próprio Shamell empatou.

Com 1:07 no relógio, Marquinhos abriu dois pontos de vantagem e Guerrinha parou o jogo. Incansável, Shamell empatou antes do último minuto. Anderson Varejão se livrou de dois marcadores e fez dois pontos com 40 segundos no relógio. Caio Torres sofreu falta, mas errou um lance livre e o Flamengo ficou em vantagem. Faltavam 11 segundos para terminar quando Varejão teve dois lances livres para cobrar. Converteu ambos e chegou ao duplo-duplo. Como era de se esperar, o treinador mogiano pediu tempo. Na última jogada, Caio Torres errou o chute de três. Jimmy ainda ficou com a bola. Contudo, também falhou. No fim, houve confusão, mas prevaleceu a festa rubro-negra: 75 a 72.

FICHA TÉCNICA — MOGI DAS CRUZES 72 X 75 FLAMENGO:
Novo Basquete Brasil (NBB) – 19ª rodada da fase classificatória
Data: 10 de março de 2018 (sábado)
Horário: 14h (de Brasília)
Ginásio: Professor Hugo Ramos, em Mogi das Cruzes/SP
Arbitragem: Jacob Barreto, Fabiano Huber e Diego Chiconato.

Escalações e pontuação individual:
MOGI DAS CRUZES — Shamell (10), Jimmy (6), Caio Torres (6), Larry Taylor (14) e Tyrone (13) | Carioca (4), Fabricio (8), Filipin (3), Wesley Sena (8), Lessa (0) e José Carlos (0). Técnico: Guerrinha.
FLAMENGO — Cubillán (20), Marquinhos (15), Ronald Ramon (6), Olivinha (5) e Anderson Varejão (10) | MJ Rhett (5), Wesley Mogi (0), Marcelinho Machado (6), Pilar (0), JP Batista (8), Arthur Pecos (0) e João Vitor (0). Técnico: José Neto.

DEIXE UMA RESPOSTA