Flamengo empata aos 49, bate Real Madrid nos pênaltis com duas defesas de Bruno e conquista Campeonato Internacional sub-16 em Dubai

Foto: Reprodução.

Ao contrário de todos os jogos anteriores, o time sub-16 não teve uma atuação brilhante na final do Campeonato Internacional Campeonato de Dubai, nesta quinta-feira (19), contra o Real Madrid (ESP). Mas, fez o suficiente para sair com o título invicto. Jean marcou o gol do empate por 1 a 1 aos 49 minutos do segundo tempo, pouco depois de ter deixado o banco de reservas. Cuenca havia marcado pelo Real antes do intervalo. Nos pênaltis, brilhou a estrela de Bruno, que defendeu duas cobranças e fez a torcida rubro-negra se lembrar do goleiro campeão brasileiro de 2009. O meia Reinier passou em branco na final, mas terminou como artilheiro, com nove gols. Já o volante Daniel Cabral, recebeu o prêmio de melhor jogador do torneio.

Em dubai, o sub-16 rubro-negro disputou cinco partidas. Antes da final, já havia derrotado o Al Wasl (EAU), por 5 a 1; Al Ahly (EGI), por 8 a 0; PSV Eindhoven, por 3 a 0; e Borussia Dortmund (ALE), por 8 a 2, este na semifinal. Além dos jogadores premiados, os atacantes Lázaro e Pedro Arthur também se destacaram, com sete e cinco gols, respectivamente. O próximo desafio da equipe será a Verona Soccer Cup, de 28 de abril a 01 de maio, na Itália. O Real Madrid também estará na disputa, bem como a Juventus (JUV) e outros clubes europeus.

Primeiro tempo:

Durante os minutos iniciais, as equipes se estudaram bastante. O Real Madrid esboçou a primeira chegada, aos três, mas Diego não conseguiu finalizar como queria no cruzamento de Lorenzo. No lado rubro-negro, quase todas as jogadas passavam por Reinier. Aos oito, o meia enfiou ótima bola para Samuel, mas o camisa 7 estava em posição de impedimento. Aproveitando um passe errado de Dhouglas, o Real chegou aos 12. Lancho cruzou na área e Diego desviou de cabeça, mas sem direção.

As bolas alçadas seguiram como a principal arma dos espanhóis. Aos 32, em novo cruzamento de Lancho para Diego, a cabeçada levou muito perigo. O Flamengo respondeu com sua melhor jogada do primeiro tempo, aos 35. Pedro Arthur se livrou da marcação pela esquerda e cruzou para Samuel, que encontrou Reinier livre no meio da área. Mas, o camisa 10 chutou pela linha de fundo. A punição veio rápido. Aos 41, durante uma disputa de bola na área defensiva, o árbitro marcou toque de mão de Daniel Cabral, sob muita reclamação. Cuenca cobrou o pênalti com firmeza para fazer 1 a 0. Nos acréscimos, Bruno ainda salvou o Fla de levar o segundo, defendendo um chute de Carles Mascardo.

Segundo tempo:

Precisando buscar pelo menos o empate, o Flamengo se lançou ao ataque no segundo tempo, mas, inicialmente, de forma desorganizada. Se as chances de gol não aconteciam em nenhum dos dois lados, o que mais chamou a atenção antes dos 20 minutos foi um lance forte envolvendo o goleiro do Real Madrid, Lucas Canizares, e o lateral-direito Lorenzo. Em disputa pelo alto, o jogador de linha foi bloquear a chegada de Pedro Arthur e acabou sendo atingido pelo joelho do companheiro de equipe. O atleta ficou caído no gramado e precisou ser imobilizado e levado de ambulância para o hospital.

Depois de longa paralisação, a bola voltou a rolar e o Flamengo cresceu no jogo. Aos 29, Samuel driblou Cuenca no lado direito da área, mas foi desarmado antes de fazer o cruzamento. No escanteio, Reinier desviou pelo alto e Samuel finalizou de canhota, mas Canizares salvou o Real Madrid. Aos 32, Caio chutou cruzado e Gabriel Noga desviou por cima. Em meio à pressão rubro-negra, o Real respondeu com uma investida isolada, mas muito perigosa. Bruno trabalhou duas vezes, defendendo um chute à queima-roupa de Diego e o rebote de Lancho.

Apesar do susto, o Fla seguia melhor. Aos 44 minutos, Pedro Arthur recebeu na esquerda, invadiu a área passando entre dois marcadores e chutou travado pelo terceiro. Devido ao tempo em que o jogo ficou parado para o atendimento de Lorenzo, o árbitro assinalou 10 minutos de acréscimos. Só foram necessários quatro para que surgisse um dos heróis da conquista rubro-negra. Lançado por Reinier em profundidade, Jean ganhou na corrida, tocou por cima do goleiro e foi até o final para estudar a rede.

Pênaltis:

A euforia rubro-negra seguiu nas penalidades. Carillo abriu a disputa marcando pelo Real Madrid, mas Caio empatou. O título começou a se desenhar para o Flamengo quando Bruno defendeu a cobrança de Cuenca. Maycon bateu forte e fez 2 a 1. O terceiro cobrador do Real, Luamba, também parou no goleiro Bruno. Reinier cobrou no alto e deixou a conquista bem encaminhada. Zamora ainda descontou, mas Pedro Arthur foi preciso em seu chute e saiu para comemorar: 4 a 2. Festa rubro-negra em Dubai.

Foto: Reprodução.

FICHA TÉCNICA — FLAMENGO 1 (4) X (2) 1 REAL MADRID (ESP):
Final do Campeonato Internacional Hamdan Bin Mohammed sub-16
Data: 19 de abril de 2018 (quinta-feira)
Horário: 11h (de Brasíia) / 18h (de Dubai)
Estádio: Dubai Police Clube Stadium, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos

Escalações:
FLAMENGO — Bruno; Marcos Felipe, Gabriel Noga, Otávio e Caio; Dhouglas (Maycon), Daniel Cabral e Reinier; Samuel (Jean), Pedro Arthur e Lázaro. Técnico: Ramon Lima.
REAL MADRID — Lucas Canizares; Lorenzo (Sergio Camacho), Cuenca, Rafa e Adrián; Álvaro Carrillo, Jesús e Peter; Lancho (Pablo Suarez), Diego (Luamba) e Carles Mascardo. Técnico:

Gols:
FLAMENGO — Jean, aos 49 minutos do segundo tempo.
REAL MADRID — Cuenca, aos 42 minutos do primeiro tempo.

Pênaltis:
FLAMENGO — Caio (⚽), Maycon (⚽), Reinier (⚽) e Pedro Arthur (⚽).
REAL MADRID — Carillo (⚽), Cuenca (❌), Luamba (❌) e Zamora (⚽).

Cartões amarelos:
FLAMENGO — Reinier, Jean, Marcos Felipe e Vinicius.
REAL MADRID — Pablo Suarez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *