Flamengo empata com o River na Argentina e segue invicto na Libertadores, mas avança em segundo

Erros de finalização custaram a liderança | Foto: Staff Images/Flamengo.

Comandado pelo auxiliar técnico Maurício de Souza, devido ao cumprimento da suspensão de Maurício Barbieri, expulso no jogo anterior, o Flamengo ficou no 0 a 0 com o River Plate (ARG), na noite desta quarta-feira (23), no Monumental de Nuñez. O duelo dos classificados serviu apenas para definir as colocações do Grupo 4 da Copa Libertadores da América. O River avançou em primeiro, com 12 pontos, garantindo o direito de fazer o segundo jogo das oitavas de final em casa, enquanto o Fla, apesar de ainda invicto, passou em segundo, com 10. Lucas Paquetá recebeu o terceiro cartão amarelo no torneio e vai ficar de fora da primeira partida. O adversário será definido em sorteio. A próxima fase só vai ser disputada depois da Copa do Mundo.

Primeiro tempo:

Com menos de dois minutos, o River Plate chegou duas vezes à área rubro-negra. Scocco fez a primeira finalização do jogo. Acionado por Enzo Pérez, girou e chutou fraco para defesa de Diego Alves. Depois de um começo apenas estudando o adversário, o Flamengo resolveu sair para o jogo e teve uma chance clara. Aos oito, Lucas Paquetá aproveitou falha da zaga do River e chutou cruzado. Armani deu rebote, mas Éverton Ribeiro pegou mal na bola e Vinicius Junior ainda desviou, só que não teve sucesso.

Atacando com mais frequência, o time argentino demonstrava superioridade na bola aérea. Aos 25, Palacios desviou um cruzamento por cima, enquanto Lucas Pratto cabeceou nas mãos do goleiro rubro-negro no lance seguinte. Diego Alves também fez defesa tranquila num chute de Enzo Pérez, aos 35. Quando não pôde fazer nada, contou com a sorte. Quase no intervalo, Fernández deixou Scocco em condição de marcar, mas o atacante mandou pela linha de fundo. Depois de muito tempo sem oferecer perigo, o Flamengo chegou num cruzamento rasteiro de Rodinei, nos acréscimos. Léo Duarte, Rhodolfo e Vinicius Junior se jogaram em direção à bola, mas ela atravessou a área sem ninguém conseguir desviar.

Jean Lucas foi titular e teve atuação discreta | Foto: Staff Images/Flamengo.

Segundo tempo:

Se o primeiro tempo terminou com um susto do Fla, o segundo começou o River Plate pressionando. Logo no primeiro minuto, Scocco recebeu de Lucas Pratto, se livrou de Rodinei e finalizou com curva, tirando tinta da trave. Diego Alves só olhou. Para sair do sufoco, Lucas Paquetá e Éverton Ribeiro resolveram apostar na individualidade, mas o máximo que conseguiram foram cartões amarelos para a equipe adversária. Após a cobrança de uma das várias faltas, Rhodolfo foi puxado pela camisa e o árbitro não deu pênalti, ignorando a reclamação rubro-negra.

O placar quase foi inaugurado por Scocco, aos 12 minutos, completando a chegada do River depois do desvio de Pratto. Rodinei salvou. O Flamengo só foi responder aos 24. Vinicius Junior passou para Henrique Dourado na área, e o Ceifador limpou para o meio antes de bater forte, perto do ângulo. O jogo seguia aberto, mas com os mandantes dominando. Lucas Pratto aproveitou saída de bola errada de Paquetá para experimentar de longe, mas não acertou a meta.

Aos 34, Diego Alves fez uma lambança e entregou no pé de Borré, que acabou escorregando com o gol vazio. Em seguida, se recuperou e fez grande defesa, impedindo Scocco de marcar. Quase no fim, no principal lance do jogo, Borré acertou um voleio no travessão. O Fla, que pareceu ter ficado satisfeito com o empate, ainda teve uma cabeçada fraca de Lucas Paquetá defendida por Armani.

FICHA TÉCNICA — RIVER PLATE (ARG) 0 X 0 FLAMENGO:
Copa Libertadores da América — 6ª rodada do Grupo 4
Data: 23 de maio de 2018 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Estádio: Monumental de Nuñez, em Buenos Aires/ARG
Arbitragem: Andres Cunha (URU); Mauricio Espinosa (URU) e Nicolas Taran (URU); Jonathan Fuentes (URU).

Escalações:
RIVER — Armani; Montiel, Maidana, Pinola e Saracchi; Ponzio, Enzo Péres, Ignacio Fernández e Ezequiel Palacios (Ariel Rojas); Scocco (Rodrigo Mora) e Lucas Pratto (Borré). Técnico: Marcelo Gallardo.
FLAMENGO — Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Éverton Ribeiro, Jean Lucas (Jonas) e Vinicius Junior; Henrique Dourado (Lincoln). Técnico: Maurício de Souza (auxiliar).

Cartões amarelos:
RIVER — Ignacio Fernández, Ponzio, Enzo Pérez e Maidana.
FLAMENGO — Lucas Paquetá e Jean Lucas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *