Flamengo empata com Santa Fe em jogo ruim na Colômbia e pode deixar de ser líder na Libertadores

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

O Flamengo teve uma de suas piores atuações no ano na noite desta quarta-feira (25), diante do Santa Fe (COL), que também não produziu muito, embora tenha sido melhor na maior parte do jogo. O empate por 0 a 0, no estádio El Campín, em Bogotá, deixou o Fla com seis pontos, ainda na liderança do Grupo 4 da Copa Libertadores da América, mas podendo ser ultrapassado pelo River Plate (ARG), que tem cinco pontos e um jogo a menos. Houve um pênalti não marcado para o time da casa e um gol do Fla invalidado, no último lance, com o jogo encerrado havia alguns segundos.

Nesta quinta (26), o River enfrenta o lanterna Emelec (EQU), próximo adversário do Rubro-Negro, dia 16 de maio, no Maracanã. O Santa Fe é o terceiro da chave, com quatro pontos.

Primeiro tempo:

Ao contrário do jogo da semana passada, o Flamengo não teve liberdade para produzir ofensivamente no primeiro tempo. A principal jogada aconteceu aos três minutos. Lucas Paquetá deu bom passe para Rodinei, que fez o cruzamento, mas ninguém completou. Henrique Dourado estava na área, só que não perto o suficiente para fazer a finalização. Os lances mais perigosos antes do intervalo foram do Santa Fe. Aos oito minutos, Vargas arriscou de muito longe e a bola quicou na frente de Diego Alves, que, mesmo assim, fez defesa segura. Aos nove, Plata chutou de dentro da área, mas foi bloqueado por Juan. No minuto seguinte, Pajoy cobrou escanteio e Lopez cabeceou livre, mas por cima.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Com o campo molhado, vários jogadores rubro-negros sofreram escorregões. Aos 26 minutos, Paquetá encontrou um passe para Vinicius Junior, mas o garoto foi travado na entrada da área. O Santa Fe, por sua vez, levou perigo duas vezes seguidas. Aos 32, Pajoy cobrou falta na área e a bola saiu perto do ângulo. Morelo tentou fazer de cabeça, mas não alcançou. Depois, em nova bola levantada, Diego Alves saiu bem para interceptar, dando início a um contra-ataque. Vinicius Junior carregou até a área colombiana, só que o cruzamento rasteiro parou nas mãos de Zapata. Na nova investida do Santa Fe, Henrique Dourado cortou com o braço um chute de Pajoy. Apesar das reclamações dos jogadores da casa, o árbitro errou ao não marcar o pênalti. Nos acréscimos, Rodinei chutou de fora, direto pela linha de fundo.

Segundo tempo:

O Santa Fe continuou assustando depois do intervalo. Aos oito minutos, Rodinei teve que se antecipar para cortar um cruzamento perigoso de Arboleda. Aos 11, foram dois ataques seguidos. Diego Alves não alcançou a bola cruzada por Arboleda, mas Réver afastou. Na sequência, em outra jogada aérea, Gil apareceu livre para cabecear sem direção. O Flamengo parecia satisfeito com o empate. Custou a atacar, até conseguir duas chegadas sem muito perigo. Aos 21, Rodinei tabelou com Willian Arão e cruzou na área. Diego tentou finalizar de letra, mas furou. Já aos 24, Arão recebeu de Lucas Paquetá e girou chutando sem mira alguma. Chance real de gol surgiu num cruzamento de Renê, aos 28. Tesillo tentou fazer o corte, pegou de canela e quase marcou contra.

Buscando mudar o panorama de alguma forma, Maurício Barbieri sacou o isolado Henrique Dourado para promover a entrada de Geuvânio. Com esta substituição, Lucas Paquetá virou centroavante. Marlos Moreno também entrou, no lugar de Vinicius Junior, e Jonas substituiu o apagado Diego quase no fim. No jogo em si, nada mudou. A torcida rubro-negra só teve mais motivos para lamentar. Aos 47, Geuvânio deixou Marlos com o gol aberto, mas o colombiano isolou. A bola havia saído antes do passe para trás. O Santa Fe respondeu com um chute perigoso de Plata, para fora, e o confronto terminou com um lance polêmico. No último momento, Geuvânio roubou a bola perto da área, carregou e fez o gol, mas o árbitro já havia apitado pela última vez.

FICHA TÉCNICA — SANTA FE (COL) 0 X 0 FLAMENGO:
Copa Libertadores da América — 4ª rodada do Grupo 4
Data: 25 de abril de 2018 (quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)
Estádio: El Campín, em Bogotá (COL)
Arbitragem: Daniel Fedorczuk (URU); Richard Trinidad (URU) e Miguel A. Nievas (URU); Esteban Ostojich (URU).

Escalações:
SANTA FE — Zapata; Arboleda, Javier López, Tesillo e Gil; Gordillo, Perlaza, Plata, Vargas e Pajoy (Roa); Morelo. Técnico: Augustín Julio.
FLAMENGO — Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego (Jonas); Lucas Paquetá, Vinicius Junior (Marlos Moreno) e Henrique Dourado (Geuvânio). Técnico: Maurício Barbieri

Cartões amarelos:
SANTA FE — Gordillo e Arboleda.
FLAMENGO — Henrique Dourado, Diego Alves e Diego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *