Flamengo leva virada do Corinthians, perde nos pênaltis e cai nas quartas da Copa do Brasil sub-20

Foto: Gabriel Salotti/iFlamengoNews.

Ainda com problemas na zaga, perdendo por lesão um dos únicos dois jogadores da posição relacionados, o Flamengo foi eliminado pelo Corinthians nas quartas de final da Copa do Brasil sub-20. Pablo abriu o placar no jogo de volta, disputado na tarde desta terça-feira (01), mas Rafinha e Vitinho viraram para 2 a 1, na Gávea, decretando o empate por 3 a 3 no agregado. Nos pênaltis, Gabriel Batista até defendeu um, mas desperdiçou sua cobrança e não conseguiu ser herói como foi nas oitavas, contra o Vitória. Yuri César e Wesley também falharam, e o Corinthians venceu por 3 a 3.

Fora da briga pelo título da Copa do Brasil, o Flamengo tem como alento a possibilidade de título no Campeonato Carioca. As finais contra o Vasco ainda não foram marcadas.

Primeiro tempo:

Nos 10 minutos iniciais, houve um lance de perigo para cada lado. A primeira chegada foi do Flamengo, aos quatro. Acionado por Pepê na direita, Klebinho cruzou para Vitor Gabriel, mas o atacante não conseguiu alcançar. O Corinthians respondeu aos seis. Nathan recebeu bola enfiada e fez o gol, mas a arbitragem pegou impedimento. Principal referência ofensiva rubro-negra, Vitor Gabriel criou outra chance aos nove minutos, girando na área antes de chutar a gol. Mas, foi travado por Ronald. O time paulista devolveu o ataque imediatamente. Aos 10, Fabricio Oya lançou Rafael Bilu, que entrou na área sem marcação, mas não acertou o cruzamento.

O equilíbrio seguiu, embora o Corinthians pressionasse mais. Aos 15, Rafinha recebeu no lado direito da área e finalizou por cima da meta defendida por Gabriel Batista. Logo depois, o zagueiro Matheus Dantas fez corte providencial, impedindo que Nathan abrisse o placar. Pelo lado rubro-negro, Vitor Gabriel descolou boa jogada perto da bandeirinha de escanteio, driblando dois marcadores, mas Samuel interceptou o passe que deixaria Bill livre para marcar. Antes da parada técnica, dada aos 30 minutos, os corintianos Fabricio Oya, Roni e Nathan ainda tiveram chutes pela linha de fundo, ambos de fora da área, e Gabriel Batista defendeu outro de Nathan. Muito dependente do bem marcado Vitor Gabriel, o Fla estava apostando nos cruzamentos, que não surtiram muito efeito até o intervalo.

Segundo tempo:

Logo assim que voltou do vestiário, o Flamengo assustou. Gabriel Kazu inverteu o jogo para a esquerda e Bill chutou à esquerda. A resposta do Corinthians veio com Fabricio Oya, experimentando da intermediária. Gabriel Batista colocou para escanteio. Houve tentativa de gol olímpico, mas a zaga afastou. Aos quatro minutos, Pablo perdeu a bola na defesa e Rafael Bilu carimbou a trave. Na sequência do lance, Gabriel Batista deu rebote na finalização de Renan Areias e levou a melhor na dividida com Nathan.

Passada a pressão corintiana, foi a vez do Flamengo pressionar. Aos oito minutos, Matheus Dantas cobrou falta com força na barreira. A sobra ficou com Pablo, mas o chute subiu muito. A medida foi acertada aos nove. Em contra-ataque rápido, o lateral-esquerdo foi lançado por Bill e tocou na saída do goleiro Diego. Só que a vantagem não durou por muito tempo. O Fla, que já sofria com problemas na defesa, perdeu Matheus Dantas por lesão. Sem zagueiro no banco, o volante Gabriel Magalhães entrou. Nem ele nem Aderlan conseguiram impedir o avanço de Rafinha, em velocidade, empatando o jogo aos 16 minutos.

Foto: Gabriel Salotti/iFlamengoNews.

Principal esperança de gols do Flamengo, Vitor Gabriel bem que tentou. Mas, não teve muito espaço. Aos 22 minutos, o chute que arriscou da intermediária saiu fraco demais. Em outra tentativa, foi travado na área. Ao Corinthians, restou apenas uma opção: atacar, mesmo que sem muita organização. Aos 23, Nathan chutou cruzado pela linha de fundo. Aos 30, dois escanteios foram afastados pelo sistema defensivo rubro-negro.

As tentativas foram se esgotando, mas uma surtiu efeito. Aos 43, Vitinho empatou. Houve muita reclamação dos jogadores do Flamengo, pedindo falta no lance, só que não adiantou. Luiz Henrique foi expulso pela insistência. Vitor Gabriel ainda quase conseguiu empatar outra vez. Após contra-ataque puxado por Vitor Ricardo, o centroavante brecou e chutou rente à trave.

Pênaltis:

A disputa começou boa para o Flamengo. Fabricio Oya cobrou para fora, enquanto Wendel acertou o ângulo e fez 1 a 0. Mas, a situação começou a mudar. Samuel deslocou o goleiro para empatar, e Yuri César chutou por cima. O Fla voltou a ficar em vantagem quando Gabriel Batista defendeu a cobrança de Carlos Augusto e Vitor Ricardo desempatou. Porém, Lucas Pires chutou forte e fez a bola triscar no travessão antes de entrar, enquanto Gabriel Batista acertou a trave. Rafael Bilu abriu a última série regulamentar fazendo 3 a 2, e Wesley errou a meta.

FICHA TÉCNICA — FLAMENGO X CORINTHIANS:
Copa do Brasil sub-20 — Jogo de volta das quartas de final
Data: 01 de maio de 2018 (terça-feira)
Horário: 15h (de Brasília)
Estádio: José Bastos Padilha (Gávea), no Rio de Janeiro/RJ
Arbitragem: Rodrigo Carvalhaes de Miranda; Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Carlos Henrique Cardoso de Souza; Philip Georg Benett; Sergio de Oliveira Santos.

Escalações:
FLAMENGO — Gabriel Batista; Wesley, Aderlan, Matheus Dantas (Gabriel Magalhães) e Pablo; Gabriel Kazu (Matheus Alves), Klebinho (Vitor Ricardo) e Pepê (Yuri César); Luiz Henrique, Bill (Wendel) e Vitor Gabriel. Técnico: Marcio Torres.
CORINTHIANS — Diego; Samuel, João, Ronald e Carlos Augusto; Roni (Lucas Pires), Renan Areias e Fabricio Oya; Rafinha (Vitinho), Bilu e Nathan. Técnico: Dyego Coelho.

Gols:
FLAMENGO — Pablo, aos nove minutos do segundo tempo.
CORINTHIANS — Rafinha, aos 16, e Vitinho, aos 43 minutos do segundo tempo.

Pênaltis:
FLAMENGO — Wendel (O), Yuri César (X), Vitor Ricardo (O), Gabriel Batista (X) e Wesley (X).
CORINTHIANS — Fabricio Oya (X), Samuel (O), Carlos Augusto (X), Lucas Pires (O) e Rafael Bilu (O).

Cartões amarelos:
FLAMENGO — Wesley, Aderlan, Vitor Gabriel, Rafael Magalhães e Matheus Alves.
CORINTHIANS — Rafinha e Vitinho.

Cartão vermelho:
FLAMENGO — Luiz Henrique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *