Flamengo passa em branco no quadro de medalhas da Taça Brasil de Judô sub-21

Apesar dos resultados, competição serviu de experiência para atletas mais novos

0
115
Com apenas 14 anos, Cauã Galdeano compete em categoria superior | Foto: Divulgação.

Representado por 16 atletas, o Flamengo não conquistou medalhas na Taça Brasil de Judô sub-21. Disputada neste final de semana (06), no ginásio do Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, a competição valeu como o Campeonato Brasileiro Interclubes da categoria. O melhor resultado rubro-negro foi o sétimo lugar de Luana Costa na classe -57kg feminina, com duas vitórias e duas derrotas. A campanha dela foi encerrada na primeira luta da repescagem.

Na mesma classe de Luana, a companheira Maria Andrade foi derrotada na primeira fase. Vinicius Pinto (-60kg), Kauan Jorge dos Santos (-73kg), Nathalia Nascimento (-48kg), Larissa Oliveira (-48kg), Yasmin Castanheira (-63kg) e Eliza Carolina Ramos (-70kg) também sofreram a eliminação precoce.

Cauan Salarini e Cauã Galdeano estrearam vencendo na classe -55kg feminino, mas não passaram da segunda fase, a mesma em que André Luiz Oliveira (-60kg), Hemillyn Rafael (-48kg), Ana Beatriz Correia (-52kg) e Kissila Paula dos Santos (-70kg) foram eliminados. Com uma classificação automática, uma vitória e uma derrota, Lucas Silva (-66kg) e Vitor Gomes (-66kg) deram adeus à Taça Brasil nas oitavas de final.

O Campeonato Brasileiro Interclubes é realizado pelo Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) em parceria com as confederações de diversas modalidades esportivas. Também fizeram parte da organização da Taça Brasil sub-21 o Minas Tênis Clubes e a Federação Mineira de Judô (FMJ). Houve recorde de participações, com 434 judocas representando 91 clubes de 22 estados.

DEIXE UMA RESPOSTA