Flamengo vence Cruzeiro fora de casa e vai à semifinal da Copa do Brasil sub-17

De pênalti, Patrick fez o único gol da partida, ainda no primeiro tempo

0
347
Foto: Divulgação/Flamengo.

Com um gol de pênalti do zagueiro Patrick, no primeiro tempo, o Flamengo venceu o Cruzeiro por 1 a 0, na Arena do Calçado, e se classificou para as quartas de final da Copa do Brasil sub-17. O segundo jogo das quartas aconteceu na noite desta quinta-feira (02). No confronto de ida, as equipes haviam empatado por 1 a 1. O próximo adversário será o Palmeiras, com o primeiro encontro marcado para a próxima quinta (09), às 16h, no estádio Novelli Junior, em Itu. Corinthians e Chapecoense farão a outra semi.

O jogo:

A vitória rubro-negra podia ter sido mais elástica não fosse a grande atuação do goleiro Gabriel Brazão, titular do Cruzeiro e da Seleção Brasileira. Aos sete minutos, ele fez a primeira grande defesa em chute de Vitor Gabriel, que finalizou depois de ter feito boa finta no marcador. Melhor na partida, o Flamengo chegou ao gol em pênalti sofrido por Yuri César. O capitão Patrick bateu com força e venceu o goleiro adversário, que até acertou o canto, mas não conseguiu chegar na bola.

Aos 24 minutos, Gabriel Brazão voltou a aparecer, defendendo chute cruzado de Ramon. O Cruzeiro respondeu de fora da área, mas Victor Hugo salvou. No restante do primeiro tempo, só deu Flamengo. Em falta cobrada por Ramon, Vitor Gabriel desviou de cabeça, mas Brazão mandou para escanteio. Aos 34, Natan fez o segundo, também em bola aérea, mas o árbitro anulou o gol por falta inexistente.

Na volta do intervalo, Wesley arriscou de fora da área e Gabriel Brazão mandou para escanteio. Pouco depois, Patrick recebeu cruzamento de Ramon e cabeceou forte para outra defesa do goleiro cruzeirense. Quando foi exigido, Victor Hugo defendeu com os pés. Com a diferença mínima, o jogo seguia aberto, mas o Flamengo continuava melhor. Aos 41, Luan chegou a driblar Brazão, mas a zaga chegou cortando. O time rubro-negro quase foi punido nos acréscimos. Victor Hugo bobeou na tentativa de afastar pelo alto e a bola sobrou com Pedro Bicalho, que desperdiçou a última chance de empatar.

DEIXE UMA RESPOSTA