Flamengo vira sobre o Vitória aos 50 do segundo tempo e vai à fase de grupos da Libertadores pelo Brasileirão

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

A classificação direta para a fase de grupos da Copa Libertadores através do Campeonato Brasileiro não acabou com a insatisfação da torcida do Flamengo, que esperava brigar pelo principal título nacional, mas foi muito bem recebida às vésperas das finais da Copa Sul-Americana. A vaga na principal competição continental foi garantida neste domingo (03), com o triunfo por 2 a 1, de virada, sobre o Vitória, no Barradão. Carlos Eduardo fez valer a lei do ex e marcou para o time da casa, mas Rafael Vaz e Diego, este cobrando pênalti no penúltimo minuto, viraram para o Fla. Apesar do resultado negativo, o Vitória não foi rebaixado.

Encerrada a 38ª rodada do Brasileirão, o Flamengo terminou em sexto, com 56 pontos, fechando o G-6, que também contou com o campeão Corinthians, o vice Palmeiras, além de Santos, Grêmio e Cruzeiro. A oitava colocada Chapecoense também irá à Libertadores, mas precisará disputar as fases classificatórias. Já o Vasco, que ficou em sétimo, ainda pode alcançar a fase de grupos automaticamente, mas precisa torcer para que o rival rubro-negro seja campeão da Sul-Americana. O primeiro jogo da decisão, contra o Independiente, está marcado para a próxima quarta-feira (06), às 21h45, em Avellaneda, na Argentina.

O jogo:

As duas chances de gol isoladas do Flamengo no primeiro tempo foram desperdiçadas por Felipe Vizeu. Aos 15 minutos, o atacante recebeu cruzamento rasteiro de Trauco, na primeira trave, mas desviou para fora. Já aos 32, foi acionado por Éverton Ribeiro, invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado, direto pela linha de fundo. Lutando contra a queda para a Série B, o Vitória também não produziu muito, mas saiu na frente, para delírio de sua torcida. Podia ter marcado aos 20, mas César defendeu chute quase à queima-roupa de Patric. Aos 29, Ramon não conseguiu alcançar a bola cruzada por Thallyson. O gol só foi sair dez minutos mais tarde, com Carlos Eduardo limpando Rafael Vaz antes de finalizar no contrapé de César.

Na segunda etapa, o clube mandante começou com uma chance de ampliar, mas Pará desarmou Danilinho, aos quatro minutos, em jogada perigosa. O Flamengo respondeu aos seis, em jogada individual de Diego, mas o chute foi para fora. O duelo estava morno até Rafael Vaz empatar, aos 29, após boa jogada de Vinicius Junior pela esquerda e passe de Willian Arão. Temendo o rebaixamento, o Vitória se lançou ao ataque. Aos 32, Kanu chutou sem direção de cima da linha da pequena área. A bola subiu muito. Aos 43, Patrick desviou bola levantada por Thallyson, mas não acertou o gol. Já aos 45, André Lima usou o corpo para ficar uma bola na área, mas César cresceu para salvar no reflexo.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Foram seis minutos de acréscimo com muita emoção. Logo no primeiro deles, Caíque Sá, que havia levado cartão amarelo há poucos instantes, fez falta em Vinicius Junior e foi expulso. Diego cobrou e a bola explodiu na mão levantada de Uillian Correia, que estava na barreira, dentro da área. O árbitro marcou pênalti, chance única para o Flamengo, então oitavo colocado, pular para sexto. Diego foi para a bola e converteu: 2 a 1. Missão cumprida de um lado, apreensão do outro. Já no banco, Carlos Eduardo recebeu cartão vermelho por reclamação. A torcida do Vitória só foi comemorar instantes depois, com a confirmação da vitória da Chapecoense sobre o Coritiba, graças a um gol também no final. Coxa rebaixado, Leão salvo.

FICHA TÉCNICA — VITÓRIA 1 X 2 FLAMENGO
38º rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 03 de dezembro de 2017 (domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Estádio: Barradão, em Salvador/BA
Arbitragem: Dewson Fernando Freitas da Silva; Helcio Araujo Neves e José Ricardo Guimaraes Coimbra; Luis Diego Nascimento Lopes.

Escalações:
VITÓRIA — Fernando Miguel; Patric, Kanu, Ramon e Rhallyson; Uillian Correia, José Welison, Yago (Neilton), Carlos Eduardo (André Lima) e Danilinho; Kieza (Caíque Sá). Técnico: Vagner Mancini.
FLAMENGO — César; Pará, Léo Duarte, Rafael Vaz e Trauco; Cuéllar (Geuvânio), Willian Arão e Diego; Éverton Ribeiro, Lucas Paquetá (Vinicius Junior) e Felipe Vizeu (Lincoln). Técnico: Reinaldo Rueda.

Gols:
VITÓRIA — Carlos Eduardo, aos 39 minutos do primeiro tempo.
FLAMENGO — Rafael Vaz, aos 29, e Diego, aos 50 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos:
VITÓRIA — Uillian Correia, André Lima e Caíque Sá.
FLAMENGO — Diego e Lincoln.

Cartões vermelhos:
VITÓRIA — Caíque Sá e Carlos Eduardo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *