Lincoln desencanta no profissional, Flamengo vence o Bangu e segue 100% na Taça GB

Camisa 9 contou com assistência do companheiro de geração, Vinicius Junior, que brilhou

0
40
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Dando continuidade ao trabalho de retorno gradativo de jogadores do grupo principal, o Flamengo derrotou o Bangu por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (24), na Ilha do Urubu, em jogo válido pela terceira rodada da Taça Guanabara. A partida marcou a estreia em 2018 do capitão Rômulo e de Lucas Paquetá, ambos titulares, além de Cuellár, que assumiu a braçadeira no segundo tempo, e do apagado Geuvânio. O gol da vitória foi marcado por Lincoln, seu primeiro no time profissional.

Único time que segue 100% no Campeonato Carioca, o Flamengo lidera o Grupo B do primeiro turno, com nove pontos, cinco a mais que os concorrentes mais próximos, o próprio Bangu e a Cabofriense. A classificação para a semifinal pode ser confirmada já no clássico contra o Vasco, marcado para sábado (24), às 17h, no Maracanã, pela penúltima rodada.

Primeiro tempo:

Com o Flamengo buscando o ataque pelas laterais do campo, mas falhando na troca de passes, a primeira chance de gol foi do Bangu, aos 12 minutos. O ex-jogador rubro-negro Almir deu bom passe para Nilson, que teve espaço para girar dentro da área, mas chutou fraco e facilitou a defesa de Gabriel Batista. Mais produtivo pelo lado esquerdo, o Fla levou perigo aos 19, num cruzamento rasteiro de Renê, na direção de Vinicius Junior. O zagueiro Oliveira cortou de carrinho, mas assustou os companheiros banguenses. Porém, o goleiro Célio Gabriel estava atento e segurou firme.

Melhor jogador em campo nos 20 minutos iniciais, Vinicius Junior passou a revezar de posição com Lucas Paquetá. A partir de então, o Flamengo cresceu. Aos 27, Jean Lucas aproveitou a sobra de um escanteio afastado pela defesa do Bangu e emendou um chute de primeira, de muito longe, tirando tinta da trave. No minuto seguinte, foi a vez de Paquetá levar perigo. O meia-atacante recebeu lançamento na direita, dominou no peito, fintou Guilherme já dentro da área e bateu cruzado, tirando do goleiro, que só pôde olhar a bola sair pela linha de fundo.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Pressionando a saída de bola do adversário, o Rubro-Negro já dominava com facilidade. Para balançar a rede pela primeira vez, aos 34, contou com uma falha do zagueiro Michel, que furou na tentativa de cortar o lançamento de Lincoln para Vinicius Junior. Mostrando oportunismo, o menino de ouro do Ninho do Urubu definiu com precisão, mas estava em posição de impedimento e o árbitro invalidou o lance. Só que o placar se manteve zerado por pouco tempo. No minuto seguinte, Vinicius voltou a infernizar a marcação, passou no meio de três jogadores, com direito a caneta em Guilherme, e cruzou na medida para o companheiro de geração, que se jogou de carrinho na bola e fez 1 a 0.

Segundo tempo:

A grande atuação da garotada seguiu na volta do intervalo. Aos cinco minutos, Lucas Paquetá tabelou com Lincoln e tocou para a área. A bola desviou na zaga e sobrou para Vinicius Junior que, desequilibrado, acabou finalizando mal. No ataque seguinte, Vinicius recebeu bolão de Ronaldo e avançou sozinho pela esquerda. Sem opção para o passe, chutou bem desta vez, mas Célio Gabriel fechou o gol.

Apesar do bom futebol, o individualismo atrapalhou o Flamengo de ampliar o placar. Durante bom contra-ataque, Vinicius Junior preferiu o passe mais difícil e errou. Logo na sequência, Lucas Paquetá segurou muito a bola e foi desarmado. Aos 20, Ronaldo experimentou de longe e mandou por cima. Apático antes da parada técnica, o Bangu voltou arriscando mais e chegou duas vezes com Almir. Na primeira, o meia se antecipou à marcação, dentro da área, mas finalizou sem rumo. Já na segunda, recebeu de Nilson, em posição de impedimento, e deu um toquinho tirando de Gabriel Batista, mas o gol foi anulado.

Depois das substituições feitas por Paulo César Carpegiani, o Flamengo voltou a melhorar. Em campo até o apito final, Vinicius Junior seguiu como a principal atração. Aos 34, o atacante fez fila, perdeu a bola, recuperou-a e rolou para trás, de costas. Jean Lucas chegou chutando em cima da zaga. Aos 35, Renê quase marcou um golaço de muito longe, encobrindo Célio Gabriel, que se esticou e conseguiu colocar para escanteio com a ponta dos dedos. O goleiro do Bangu ainda foi testado outra vez, aos 41, e impediu que Vinicius fizesse o segundo do Fla em contra-ataque rápido puxado por ele mesmo.

FICHA TÉCNICA — FLAMENGO 1 X 0 BANGU:
Campeonato Carioca — 3ª rodada da Taça Guanabara
Data: 24 de janeiro de 2018 (quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Estádio: Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro/RJ
Arbitragem: Leonardo Garcia Cavalero; Wagner de Almeida Santos e Rafael Gomes Rosa; Ricardo Nogueira da Silva.

Escalações:
FLAMENGO — Gabriel Batista; Rodinei (Klebinho), Matheus Thuler, Léo Duarte e Renê; Rômulo (Cuéllar), Ronaldo (Jonas) e Jean Lucas; Lucas Paquetá (Geuvânio), Vinicius Junior e Lincoln (Vitor Gabriel). Técnico: Paulo César Carpegiani.
BANGU — Célio Gabriel; Valdir, Michel, Oliveira e Guilherme; Magno Ribeiro, Marcos Junior, Rodney (Éberson), Almir (Peralta) e Everton Sena (Anderson Lessa); Nilson (Sidney). Técnico: Alfredo Sampaio.

Gol:
FLAMENGO — Lincoln, aos 35 minutos do primeiro tempo.

Cartões amarelos:
FLAMENGO — –
BANGU — –

DEIXE UMA RESPOSTA