Na volta de Guerrero, golaços de Paquetá e Éverton Ribeiro dão vitória sobre o Inter e mantêm o Flamengo na liderança do Brasileirão

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Após seis meses afastado dos campos, devido à punição pelo caso de doping, o peruano Paolo Guerrero voltou a defender o Flamengo em um jogo oficial na tarde deste domingo (06). Ele entrou no segundo tempo da vitória rubro-negra por 2 a 0 sobre o Internacional, no Maracanã, que recebeu mais de 60 mil torcedores. Com atuação discreta, fez o suficiente para levantar a torcida. Outros dois jogadores também roubaram a cena. Autores de belos gols, Lucas Paquetá e Éverton Ribeiro garantiram a manutenção da liderança do Campeonato Brasileiro.

Com 10 pontos após quatro rodadas, o Flamengo abriu dois de vantagem em relação ao vice-líder Palmeiras. O Vasco, que está em quarto, tem sete e um jogo a menos, mas precisaria golear o Santos, fora de casa, para assumir o primeiro lugar. A próxima partida do Fla pelo Brasileirão será domingo (13), às 16h, contra a Chapecoense, na Arena Condá. Antes, na quinta-feira (10), haverá o jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, às 19h30, contra a Ponte Preta, no Maraca.

Primeiro tempo:

O Internacional finalizou mais vezes no primeiro tempo. Mas, só levou perigo real em duas oportunidades, ambas com Leandro Damião, de cabeça. Aos 12 minutos, o atacante testou forte, para o chão, e a bola foi muito no canto, mas Diego Alves se esticou todo e espalmou para escanteio. Já aos 45, ele cabeou no alto e viu o goleiro rubro-negro colocar novamente pela linha de fundo. Todas as demais oportunidades de gol foram do Flamengo.

Lucas Paquetá foi quem mais brigou nas jogadas. Aos 21, ele ajeitou de cabeça para a entrada da área e serviu Rodinei, que chutou no canto. Danilo Fernandes fez grande defesa. Aos 37, em boa jogada coletiva, Rodinei recebeu de Éverton Ribeiro e tocou na direção de Henrique Dourado. A finalização do centroavante não saiu como tentada, mas foi rente à trave. Apenas dois minutos depois, Vinicius Junior fez cruzamento fechado e Geuvânio, substituto do lesionado Diego, não completou por muito pouco.

Segundo tempo:

Depois do intervalo, a pressão rubro-negra cresceu. Aos sete minutos, Rodinei cruzou na área, mas Henrique Dourado não conseguiu ajeitar o corpo para finalizar bem. Logo na sequência, Danilo Fernandes defendeu um chute colocado de Geuvânio. Aos 12, Geuvânio também levou perigo em chute cruzado, mas a bola foi direto pela linha de fundo.

À esta altura, a torcida rubro-negra já pedia a entrada de Guerrero. Os pedidos aumentaram quando os jogadores foram para o aquecimento. Não demorou para o peruano entrar. Seu principal lance foi uma falta cobrada da entrada da área, tirando tinta da trave. Também surgiu numa bola parada o primeiro gol do jogo. Aos 25 minutos, Lucas Paquetá acertou a barreira. Porém, ficou com a sobra e chutou forte, contando com um desvio em Lucca para acertar o ângulo.

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo.

Em vantagem, o Flamengo passou a trabalhar a bola com calma e procurar espaços para definir o resultado. Quem não teve calma foi William Pottker, que derrubou Renê e acertou uma cabeçada em Vinicius Junior, aos 33. Acabou punido com o cartão vermelho direto, que antecedeu uma confusão no gramado. Quando a bola voltou a rolar, a superioridade numérica deu ao Fla ainda mais liberdade. Foi numa jogada individual que saiu o segundo gol. Aos 41, Éverton Ribeiro fez fila no sistema defensivo adversário e acertou um chute indefensável para Danilo Fernandes.

Quando o Internacional acordou, restava pouco tempo. Os colorados ainda tiveram que lidar com a tarde inspirada de Diego Alves. Aos 47, o goleiro defendeu um chute caprichado de Iago. No lance seguinte, o último de efeito, ele pegou a perigosa finalização de Lucca. Iago isolou o rebote.

FICHA TÉCNICA — FLAMENGO 2 X 0 INTERNACIONAL:
4ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 06 de maio de 2018 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro/RJ
Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira; Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Fabio Rogerio Baesteiro; Herman Brunel Vani; Thiago Luis Scarascati e José Cláudio Rocha Filho.

Escalações:
FLAMENGO — Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Éverton Ribeiro e Lucas Paquetá; Geuvânio (Jean Lucas), Vinicius Junior e Henrique Dourado (Paolo Guerrero). Técnico: Maurício Barbieri.
INTERNACIONAL — Danilo Fernandes; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias (Brenner), William Pottker, D’alessandro e Patrick; Leandro Damião (Lucca). Técnico: Odair Hellmann.

Gols:
FLAMENGO — Lucas Paquetá, aos 25, e Éverton Ribeiro, aos 41 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos:
FLAMENGO — Cuéllar, Lucas Paquetá, Geuvânio, Vinicius Junior e Henrique Dourado.
INTERNACIONAL — Fabiano, Victor Cuesta, Rodrigo Dourado e Brenner.

Cartão vermelho:
INTERNACIONAL — William Pottker.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *