No reencontro de Guerrero com a rede, Fla leva gol no fim e perde para a Chape, mas segue líder no Brasileirão

Peruano marcou pela primeira vez desde a punição sofrida, só que a Chapecoense teve pênalti polêmico e buscou a vitória no apagar das luzes

0
66
Foto: Staff Images/Flamengo.

Com time quase todo reserva, pensando na classificação para o mata-mata da Copa Libertadores da América, o Flamengo perdeu por 3 a 2 para a Chapecoense, neste domingo (13), na Arena Condá. O segundo gol da Chape, marcado por Guilherme, surgiu em pênalti polêmico. Canteros e Leandro Pereira também marcaram, o último quase no final da partida. Os gols do Fla foram de Paolo Guerrero, o primeiro desde a punição imposta de seis pela Fifa no caso do doping, e Vinicius Junior.

Estacionado nos 10 pontos, o Flamengo se manteve na liderança do Campeonato Brasileiro após cinco rodadas, mas viu Corinthians e Atlético Mineiro igualarem a pontuação. Depois da decisão contra o Emelec, quarta-feira (16), às 21h45, no Maracanã, o próximo jogo pela competição nacional será contra Vasco, sábado (19), às 19h.

O jogo:

Irreconhecível no primeiro tempo, o Flamengo penou com a falta de criatividade na armação das jogadas. Só teve duas chances claras de marcar: uma aos 14 minutos, num chute de Paolo Guerrero de dentro da grande área, mas sem direção, e a outra aos 34, em cabeçada de Jonas defendida por Jandrei. Dominante, a Chapecoense usava a velocidade de Apodi como sua principal arma ofensiva. Passou por ele o lance do primeiro gol, cruzando na medida para Canteros chutar rasteiro e abrir o placar. Por sorte rubro-negra a diferença no placar não foi maior, pois César teve atuação insegura e a Chape criou várias outras chances antes do intervalo.

A conversa com o técnico Maurício Barbieri no vestiário mudou a postura dos jogadores do Flamengo, que voltaram para a segunda etapa mais organizados. Logo aos três minutos, Trauco cobrou falta na área e Guerrero apareceu depois da segunda trave, aproveitando uma saída errada de Jandrei para empatar de cabeça.

A virada parecia iminente, mas o árbitro Leandro Pedro Vuaden jogou um balde de água fria. Aos 20, Juan saiu jogando mal e viu Guilherme carregar a bola até ser tocado no ombro por Jonas, já dentro da área. O pênalti foi marcado e o próprio Guilherme converteu. O Flamengo ainda buscou nova igualdade, aos 33, em novo cruzamento de Trauco para o iluminado Vinicius Junior, que havia acabado de entrar. Só que sorte estava do lado dos catarinenses. Aos 45, Eduardo tabelou com Arthur e encontrou Leandro Pereira em posição de marcar. O atacante precisou se esticar para fazer o gol da vitória de sola: 3 a 2.

FICHA TÉCNICA — CHAPECOENSE 2 X 3 FLAMENGO:
5ª rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 13 de maio de 2018 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Estádio: Arena Condá, em Chapecó/SC
Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden; Jorge Eduardo Bernardi e José Eduardo Calza; Tiago Jappes Diel; Daniel Aloysius e Roger Goulart.

Escalações:
CHAPECOENSE — Jandrei; Apodi (Bruno Silva), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo e Canteros (Neném); Guilherme (Eduardo), Leandro Pereira e Arthur Caíque. Técnico: Gilson Kleina.
FLAMENGO — César; Pará (Henrique Dourado), Léo Duarte, Juan e Trauco; Jonas, Jean Lucas (Vinicius Junior), Rodinei, Diego e Marlos Moreno (Cuéllar); Paolo Guerrero. Técnico: Maurício Barbieri.

Gols:
CHAPECOENSE — Canteros, aos 22 minutos do primeiro tempo; Guilherme, aos 23, e Leandro Pereira, aos 45 minutos do segundo tempo.1
FLAMENGO — Paolo Guerrero, aos três, e Vinicius Junior, aos 32 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos:
CHAPECOENSE — Rafael Thyere e Douglas.
FLAMENGO — Léo Duarte e Jonas.

DEIXE UMA RESPOSTA