No retorno de destaques da Copinha, Fla leva virada do Vasco e perde a invencibilidade no Carioca sub-20

Foto: Victor Andrade/iFlamengoNews.

Jogando com um esboço de time titular pela primeira vez no Campeonato Carioca sub-20, no retorno de vários campeões da Copa São Paulo, o Flamengo perdeu a invencibilidade e deixou a liderança do Grupo A da Taça Guanabara ao ser derrotado por 2 a 1 pelo Vasco. O clássico foi disputado na tarde desta quinta-feira (08), na Gávea. Theo abriu o placar, mas Hugo Borges e Dudu, de pênalti, decretaram a virada.

Dos 11 titulares na decisão contra o São Paulo, apenas quatro não estiveram em campo: o goleiro Yago Darub, um dos heróis da conquista, que ficou no banco, e um trio de lesionados, formado por Wesley, Matheus Dantas e o autor do gol do título, Wendel. Os destaques Patrick, Michael, Pepê, Bill, Lucas Silva e Vitor Gabriel estrearam na competição estadual.

Com nove pontos em quatro rodadas, o Flamengo caiu para o terceiro lugar da chave. Nova Iguaçu e Vasco também têm nove, mas levam vantagem no saldo de gols. No próximo dia 17, depois da pausa do campeonato durante o Carnaval, o Fla enfrentará o líder, às 10h, no estádio Laranjão, pela quinta rodada.

Primeiro tempo:

O primeiro tempo foi bem equilibrado. Antes da parada técnica, o Flamengo criou as melhores chances, quase todas com participação de Lucas Silva. Na primeira, o atacante não conseguiu alcançar a bola enfiada por Michael. Na segunda, abriu a jogada para Juninho, que chutou cruzado e viu a zaga vascaína cortar para escanteio. Já na terceira, recebeu de Pepê e arriscou da intermediária, levando muito perigo ao gol defendido por Alexander. Vitor Gabriel também desperdiçou uma oportunidade, isolando a finalização depois de bom passe de Théo. Na bola parada, Michael assustou Alexander.

A parada técnica fez bem ao Vasco, que voltou melhor. Aos 22 minutos, Lucas Santos, mais conhecido como Robinho, cobrou falta com precisão e só não marcou porque Hugo Souza fez grande defesa. Depois, vieram dois contra-ataques concluídos por Hugo Borges. A finalização do primeiro foi ruim, facilmente defendida por Hugo Souza. Já a segunda, um chute cruzado depois de se livrar de Patrick, passou perto da trave, mas o goleiro rubro-negro só acompanhou a bola sair pela linha de fundo.

Superado o momento de pressão vascaína, o Flamengo assustou num chute de Hugo Moura, da meia-lua, direto para fora. Mais pontaria teve Théo, que viu Vitor Gabriel tocar da direita para o meio da área e Lucas Silva fazer belo corta-luz, aos 33. O chute foi no canto esquerdo, sem chance para Alexander salvar. Porém, a vantagem rubro-negra durou pouco tempo. Apenas três minutos depois, Hugo Borges aproveitou uma falha de Patrick na saída de bola, invadiu a área e chutou forte, tirando do alcance de Hugo Souza: 1 a 1.

Segundo tempo:

Na volta do intervalo, o Flamengo criou uma chance bem cedo. Pepê cobrou falta rasteira, de longe, e a bola passou perto. O Vasco respondeu aos sete, também em cobrança de falta. Hugo Borges acertou o ângulo, mas seu xará se esticou todo para impedir a virada. O goleiro cruzmaltino, Alexander, também teve que trabalhar; e por duas vezes seguidas. Aos oito, afastou um cruzamento perigoso de Michael. Já aos 10, defendeu outra falta bem cobrada, desta vez por Patrick. Do outro lado, Hugo Souza foi testado por Dudu, num chute de fora da área, desviado no meio de caminho antes da defesa no reflexo.

Foto: Victor Andrade/iFlamengoNews.

Ao contrário do primeiro tempo, desta vez foi o Flamengo quem melhorou depois da parada técnica. Pepê soltou uma bomba em nova bola parada e obrigou Alexander a salvar o Vasco outra vez. Pouco depois, Hugo Moura teve um chute forte de fora da área, mas mandou em cima do goleiro. O segundo gol quase saiu quando Vitor Gabriel passou por Ulisses com um toque de letra, na entrada da área, e chutou bem no cantinho, mas Alexander foi buscar.

Quando o momento era todo favorável ao Fla, o Vasco conseguiu a virada. Aos 38, Léo Reis pedalou na frente de Bernardo e foi tocado. O árbitro deu não titubeou ao dar o pênalti, bem cobrado por Dudu: 2 a 1. Nos minutos finais, Luiz Henrique ainda deu cotovelada em Léo Reis e recebeu o cartão vermelho direto, deixando o time rubro-negro com um jogador a menos em campo. Houve confusão e, quando o jogo recomeçou, o placar não mudou mais.

FICHA TÉCNICA — FLAMENGO 1 X 2 VASCO:
Campeonato Carioca sub-20 — 4ª rodada da Taça Guanabara
Data: 08 de fevereiro de 2018
Horário: 16h (de Brasília)
Estádio: José Bastos Padilha (Gávea), no Rio de Janeiro/RJ
Arbitragem: Guilherme Bravin de Assis Pinto; Antônio Luis Silva e Lilian da Silva Fernandes Bruno; Pedro Leone Silveira.

Escalações:
FLAMENGO — Hugo Souza; Juninho (Luiz Henrique), Bernardo, Patrick e Michael; Hugo Moura, Théo (Ramon) e Pepê (Patrick Valverde); Bill (Vitor Ricardo), Lucas Silva (Yuri César) e Vitor Gabriel. Técnico: Maurício de Souza.
VASCO — Alexander; Rafael França, Ulisses, Miranda e Rodrigo Coutinho; Bruno Ritter, Caio Lopes (Linnick) e Dudu; Marrony (Laranjeira), Lucas Santos e Hugo Borges. Técnico: Marcus Alexandre.

Gols:
FLAMENGO — Théo, aos 33 minutos do primeiro tempo.
VASCO — Hugo Borges, aos 36 minutos do primeiro tempo; Dudu, aos 38 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos:
FLAMENGO — Patrick, Bernardo, Hugo Moura e Michael.
VASCO — Dudu, Miranda, Léo Reis e Rafael França.

Cartão vermelho:
FLAMENGO — Luiz Henrique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *